A Uber é hoje considerada uma das start-ups mais importantes do mundo, liderando o top das 7 com um valor de mercado de mais de 67 bilhões de dólares. Já que transformou a maneira como as pessoas vivem em uma escala global.

Grande parte das cidades cosmopolitanas apresentam o serviço e possibilitam que pessoas se transportem de A a B com conforto, segurança dentro de um valor acessível para grande parte da população global. Mais de 60 países e 700 cidades já tem o serviço, só no Brasil são 100 cidades.

A empresa oferece um serviço muito simples conecta motoristas disponíveis e passageiros, tudo através do aplicativo. No Brasil, desde a crise econômica de 2015, a Uber se tornou a primeira opção de emprego ou uma forma de complementar a renda de uma boa parcela das pessoas que se viram desempregadas. Sendo que este fato se tornou marcante na história do Brasil e altamente responsável pelo crescimento da Uber em território brasileiro.

Uber foi criada em 2009, comemorando atualmente 10 anos, por Garett Camp, um canadense que estudou engenharia, e Travis Kalanick, um americano que também estudou engenharia. Os dois já trabalhavam na área de tecnologia e estavam num evento na França quando tiveram a ideia. De lá a primeira cidade a oferecer o serviço foi São Francisco, com o primeiro produto da empresa Uber Black.

Como apontado acima, a Uber é um grande sucesso no Brasil, tendo sido inaugurada durante a Copa do Mundo de 2014, com a intenção de aproveitar um dos eventos mais importantes do mundo para expandir o seu mercado, o que deu certo. Hoje são mais de 22 milhões de brasileiros que tem conta no serviço, totalizando quase 10% da população brasileira.

Em adição, a Uber lançou o seu serviço de entrega de comidas de restaurantes dos mais variados tipos, revolucionando também a forma como as pessoas pedem as suas refeições, agora também pelo aplicativo de celular.

Por ser uma start-up a Uber recebeu ao longo da sua história, diversos investimentos de grande grupos de investidores, os quais são os grandes responsáveis pelo seu crescimento. A start-up sofre constantemente com a grande competição de mercado, já que hoje em dia há vários aplicativos que oferecem serviços de carros e de entregas de refeições. Estima-se que hoje a Uber atua num déficit de em torno de 8 bilhões de dólares.

Há poucos meses em maio de 2019, a Uber passou a ter as suas ações negociadas na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE), isso é um grande marco para a start-up, a qual agora é uma empresa de mercado aberto, e tendo um valor estimado de mais de 80 bilhões de dólares. Esta grande mudança traz várias oportunidades para a empresa, mas também desafios.

O atual CEO da empresa Dara Khosrowshahi afirmou que o mundo todo vai estar ainda mais voltando os seus olhares para a Uber, a qual terá que ter muito mais responsabilidade não só com os seus usuários, mas também com os seus investidores. A empresa não poderá arcar mais com prejuízos como vem a acontecer nos últimos anos apesar do seu sucesso, algo bastante difícil de imaginar.

Mesmo com vários pontos positivos na trajetória da Uber que gerou o seu crescimento, o seu futuro é sempre incerto, devido ao fato das tecnologias estarem sempre mudando. É impossível prever até quando a Uber será relevante tão quanto ela é hoje.

Fonte: Money Times

comentário

Seu comentário será avaliado antes de ser publicado. Obrigado por interagir com nosso blog*.