Hyundai e Uber apresentam aeronave elétrica para viagens compartilhadas

É a primeira vez que a Uber se junta a uma empresa com capacidade produtiva de volume

Com o avanço da tecnologia e os debates cada vez mais intensos sobre mobilidade, as fabricantes de veículos se movem para adaptar o futuro. Em uma parceria anunciada na CES 2020, Hyundai e Uber apresentaram um novo conceito para compartilhamento de viagens aéreas, o Air.

A apresentação do Air 100% elétrico marca o primeiro passo da Uber Elevate , a nova proposta da empresa de compartilhamento de corridas que busca viabilizar este tipo de transporte. A Hyundai – que até criou uma divisão interna para mobilidade aérea – cuidará da produção do veículo, enquanto a Uber fará o gerenciamento do transporte.

Como funciona

A Hyundai já revelou os primeiros detalhes sobre o Air na CES 2020. O modelo 100% elétrico terá altitude de navegação entre 1.000 e 2.000 pés (300 a 600 metros), com velocidade de 290 km/h. Em horários de pico, o Air poderá ser carregado completamente entre cinco e sete minutos, disponibilizando autonomia para viagens de até 100 km.

Assim como as naves de Star Wars, o Air foi projetado para decolar verticalmente, fazer a transição de asas em navegação e voar em linha reta. Para o pouso, o processo será inverso. A Hyundai ainda diz que a aeronave será mais silenciosa que helicópteros.

Mobilidade Urbana

Para Jaiwon Shin, vice-presidente executivo da nova divisão aérea da Hyundai , a iniciativa deverá transformar o conceito de mobilidade urbana. “Esperamos que o novo transporte vitalize as comunidades urbanas e forneça mais tempo às pessoas. Estamos confiantes de que o Uber Elevate é o parceiro certo para tornar este produto inovador”.

Eric Allison, líder do projeto Uber Elevate, a Hyundai é o parceiro certo para nova iniciativa de mobilidade. “É a primeira vez que nos juntamos a uma fabricante de automóveis de passageiros em escala global. Acreditamos que a Hyundai tem o potencial de construir veículos Uber Air a taxas nunca vistas na indústria aeroespacial”, diz o executivo, que espera uma grande rede de táxi aéreo nos próximos anos.

Fonte: IG Carros

comentário

Seu comentário será avaliado antes de ser publicado. Obrigado por interagir com nosso blog*.